Ads 468x60px

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Divulgação: Rock-me


Rock-me entra em temporada no Espaço Linda Mascarenhas

Diogo Braz 

Tudo preparado para a estreia da temporada de apresentações de Rock-me – mais recente montagem do grupo teatral Infinito Enquanto Truque (IET). Dia 26 de maio, às 20 horas, no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, o público poderá conferir as aventuras de uma família sertaneja que, entre uma e outra transmissão radiofônica, passa a descortinar um novo mundo e testemunhar verdadeiras revoluções culturais.
Com a realização do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP), a peça ficará em cartaz por dois meses, sempre aos sábados, no mesmo horário da estreia, com entrada gratuita.

Aventuras de família sertaneja nas ondas do rádio - Foto de Divulgação

Com dramaturgia e direção de Lael Correa, a peça faz recortes de várias décadas e de diversas influências culturais, com marcas e sonoridades que ecoam até os dias atuais. Não se trata de um musical, mas a música se apresenta como o fio condutor na narrativa da história dessa família, em um jogo ágil e juvenil entre sete atores, uma dúzia de canções e cenas que reportam o espectador às décadas final do século XX. Para isso, a peça “Hoje É Dia de Rock”, escrita em 1971 pelo mineiro José Vicente de Paula, é a grande inspiração e o mote principal utilizado pelo IET em Rock-me.

Rock n' Roll e joventude em cena - Foto de Divulgação


Homenagem a José Vicente

Rock-me é também uma homenagem à dramaturgia de José Vicente, artista inovador falecido em 2007, cujas peças são encaradas pelo diretor Lael Correa como símbolos fundamentais de uma arte viva e criativa, não somente grandes obras da dramaturgia nacional.
Mesclando aspectos dramáticos e cômicos com bastante equilíbrio, o texto de Lael foca-se principalmente na relação dos personagens com o rádio, veículo pelo qual tomam contato com adventos como o rock’n’roll e a rebeldia da juventude, configurando-se numa peça para todos os públicos e para todas as idades.

Infinito Enquanto Truque - IET

          Fundado em 1990, pelo ator Lael Correa, o Infinito Enquanto Truque (IET) é um grupo que conta com 43 encenações em seu vasto currículo, incluindo peças, espetáculos de rua, performances e recitais poéticos. Reúne atores de diversas gerações, formações e até nacionalidades.

Infinito Enquanto Truque - Foto de Divulgação

         O IET nasceu em Maceió, num período em que os teatros da cidade estavam fechados; o que levou o grupo a explorar, por muitos anos, apenas os palcos alternativos, inspirando descobertas em novos espaços cênicos, como circos, museus, bares e ruas.
A partir de 1997, o IET passou a mostrar seus trabalhos em outros estados, em festivais nacionais, com apresentações seguidas de prêmios e de espetáculos que estabeleceram as bases para os trabalhos atuais do grupo.
         Conhecido por montagens que mesclam o poético com o transgressivo, O IET, conforme o próprio grupo define, prioriza os trabalhos de preparação dos atores e um rigor formal que, de certo modo, caracterizam boa parte da produção do grupo. 

Ficha técnica do espetáculo Rock-me:

Dramaturgia e direção: Lael Correa
Atuação: Bruno Alves, Cid Brasil, Dinah Ferreira, Monica Dogati, Paula Gomes, Ticiane Simões, Wagner Santos e Walfredo Luz.
Equipe técnica: Edner Pimentel, Marcos Vanderlei e Nathaly Pereira.


Serviço:
Rock-me. Espetáculo teatral do grupo Infinito Enquanto Truque
Em cartaz no Espaço Cultural Linda Mascarenhas 
A partir do dia 26 de maio, aos sábados, sempre às 20 horas, até o dia 28 de julho.
Ingressos gratuitos distribuídos um dia antes de cada apresentação, das 14 às 19 horas, no Espaço Linda Mascarenhas. Os ingressos remanescentes serão distribuídos no dia da apresentação, às 19 horas.
Informações: 8887-8795, 8800-1087 e 9939-4974



1 comentários:

Postar um comentário